segunda-feira, dezembro 12, 2005

Acima de tudo para pensar...

"Os amigos nunca são para as ocasiões. São para sempre. A ideia utilitária da amizade, como entreajuda, pronto-socorro mútuo, troca de favores, depósito de confiança, sociedade de desabafos, mete nojo. A amizade é puro prazer. Não se pode contaminar com favores e ajudas, leia-se dívidas. Pede-se, dá-se, recebe-se, esquece-se e não se fala mais nisso."
de Miguel Esteves Cardoso in Explicações de Português

Racional ou emocional... o que achas disto?
Acima de tudo dá que pensar...

Até já ;)

5 Comments:

Blogger Se não souberem o meu nome podem-me chamar Zé said...

Eu penso logo existo, eu existo logo penso, e para pensar cá estou eu, tu e tu e tu e tu, que as palavras de Miguel Esteves Cardoso cheguem a todos os postantes deste blog, e não só a alguns, pois "amizade é puro prazer",e já estamos todos fartos dos egocentrismos e monismos das pessoas, se queres dar não peças em troca, espero que ninguém se toque com tais palavras, se se tocarem é mau sinal é porque não são amigas(os) dos seus amigos (as).....

1:45 da tarde  
Blogger kika said...

"(...)A glória da amizade é ser apenas presente. É por isso que dura para sempre, porque não contém expectativas nem planos nem ansiedade. É permanentemente provisória. O tempo não importa.
A amizade é fácil. À parte a lealdade, que não só não custa como se dá por isso, não precisa que se pense nela. Se há sentimento mais natural, ou prática mais aprazível, então dêem-me um tiro; não acredito. A amizade é sempre criança. A amizade é só ser.

Ser amigo é ser e deixar de ser. Livre. Podemos ser totalmente egoístas e, ao mesmo tempo, preocuparmo-nos com o outro com a mesma intensidade – como é possível? Não interessa. É. O nosso bem e o bem dos amigos confundem-se.

Os amigos não se perdoam nem julgam. Têm-se ou não se têm. Falam. Gozam. Riem. As diferenças entre eles unem-nos, ocupam-nos, divertem-nos – a única igualdade necessária, a de serem amigos, já existe. Gostam de estar juntos, mesmo quando nunca está. As saudades são tão felizes como os momentos em que estiveram.

A amizade é a única anarquia do mundo. Vive-se e mais nada. Diz-se e ouve-se e faz-se tudo. O resto da existência é um constrangimento constante. Gostar é mais do que isso. Começa e continua ali, sem nunca acabar ou querer ir mais longe.(...)


Miguel Esteves Cardoso in "Explicações de Português"


Como vez nem o Miguel Esteves Cardoso consegue separar totalmente o racional( no teu post)do emocional (continuaçao do teu excerto que coloquei aqui).

Como diz Bacon:
"A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas."

3:19 da manhã  
Blogger Se não souberem o meu nome podem-me chamar Zé said...

Mais do que concordar com o que está aqui escrito e não interessa se é emocional ou racional, o que me interessa é que as palavras bonitas do sôr Miguel passem a ser utilizadas na vida real e no dia a dia, isso sim tem valor, o resto, o resto não me interessa nada....

6:39 da tarde  
Blogger BrunoS said...

"A amizade, entre um homem e uma mulher é (o leitor que escolha) um bico de obra;"
in Miguel Esteves Cardoso "Os meus Problemas"

Sem fazer tiques estranhos com a língua... acho, à partida, a palavra "bico" uma escolha infeliz.

"entre homens e mulheres. O factor SPAC (que significa Salto para A Cueca) está sempre presente.
indem, ibiden

Eu, se for eleito Presidente, exijo para cada portugues...O cobrimento mínimo garantido.

Que é o que estraga a amizade a muito boa gente.

Saudações Bloguisticas...desculpa qq coisita, já é tarde.

2:56 da manhã  
Blogger Lisa said...

ah ah ah Sr BrunoS, em verdade te digo que tocaste na eterna discussão das gaijas boas.... ah ah ah... Tanto álcool derramado, tanto cigarro consumido, tanto café...à conta do salto para a cueca... mas essas questões devem ser abordadas em local próprio... num CAFÉ! Numa tarde inteirinha reservada para ser "descascada" minuto a minuto... num café!
O salto pa cueca... aha ha ha ...

1:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home