segunda-feira, janeiro 15, 2007

Passos urgentes e necessários

Daqui a pouco menos de um mês podemos dar passos, largos passos, grandes passos... mas precisamos de dar estes passos todos juntos... sem falsos moralismos ou pudores recalcados.

Vou continuar a lembrar a quem por cá passa que estes passos são necessários e urgentes!

Se não vos ocupar muito tempo leiam ISTO, por favor! Precisamos de mais pernas e mais consciências para dar este passo!

8 Comments:

Blogger noivo said...

No que se puder contribuir....:)

7:10 da tarde  
Blogger Lisa said...

Podemos, TODOS, contribuir... É só levantar esses rabos preguiçosos dos sofás no Domingo, 11 de Fevereiro... para que essa coisa da abstenção não volte a derrotar-nos!

PS: Temos tido muitas visitas... (e eu a pensar que o blog estava a ficar moribundo... nada disso!)Estamos p'ras curvas!

OBRIGADO PELAS VISITAS!

9:28 da manhã  
Blogger noivo said...

É um dever de todos!

4:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ora boa noite e que tema delicado nos apraz aqui hoje, acho que sim Dona lisa à que votar,chega de abstencionismo, vivemos numa sociedade democrática, numa sociedade de direito e é dever de todo o cidadão o voto público.

Agora aqui fica a questão ou questões, estamos a votar em quê?

Contra ou a favor do Aborto?
Na Emacipação da Mulher?
Nos médicos que ganharam mais postos de trabalho?
Num novo método contraceptivo?
Nas Mulheres que deixam de ir a Espanha ?
Nos fetos que serão deitados ao lixo, como se isso fossem?
No fim dos falsos moralismos e pudores recalcados?

Será que é em tudo isto, não será.

Pois é, eu não sei em que vou votar, não me interesa o que os outro dizem, interessa-me o que eu penso, e neste momento não sei em que pensar, por isso digo apenas votem, em quê não sei, a Dona lisa lá terá as suas razões para votar no sim, outros as terão para votar não e outros como eu não saberão em que votar,pois a balança pesa para os dois lados,mas dia 11 lá estarei.

P.S.
Diga lá Dona Lisa se não tinha saudades de me ver por aqui.

Ass.
O Moralista

11:32 da tarde  
Blogger Lisa said...

Concerteza que já tinha saudades do nosso moralista provocatório... até me espanta um pouco o facto de você não ter uma posição bem mais vincada e bem mais conservadora (mas se calhar estou a tirar conclusões precipitadas das suas anteriores participações neste blog)!

Eu sei o que vou votar!
Voto na interrupção voluntária da gravidez até Às dez semanas...

Voto na descriminalização de mulheres...

E voto numa lei que não obriga ninguém a abortar, que não impõe às mulheres as convicções éticas, morais ou religiosas de alguns...

Voto na educação católica progressita e democrática que os meus pais me possibilitaram! Voto na dignidade das mulheres acima de tudo!

Será que isso implica mais dinheiro do Estado?
NÃO ACREDITO!
Não acredito que o Estado gaste mais do que já gasta com as consequências de abortos mal feitos e clandestinos!


Seja novamente benvindo Sr. Moralista ;)

3:50 da tarde  
Blogger cmfm said...

Senhor moralista, queria apenas referir-lhe que se escreve - há que votar -, com h, porque a palavra vem do verbo haver e “interessa” tem dois s’s e não apenas um. Isto só porque eu sou moralista com a nossa língua.
Em relação ao tema em debate pouco mais haverá a dizer sobre um assunto que ultimamente é largamente debatido, com argumentos válidos e outros completamente ridículos. Importante mesmo é cada um avaliar o que realmente interessa e dia 11 estar lá.

PS: o que interessa mesmo é a votar “SIM”, esqueçam aquilo de que cada um tem que avaliar :P

1:56 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Peço desculpa pelos meus erros mas olhe também para o que escreve senhor CMFM,porque se olharmos para os erros dos outros temos também de olhar para os nossos, "o que interessa mesmo é a votar “SIM”"- citando o Sr.CMFM, às vezes diga lá que não lhe apetecia cavar um buraco fundo, mesmo fundo e enfiar-se lá dentro.

Ass.
O Moralista

7:39 da tarde  
Blogger cmfm said...

Sim, às vezes sim, mas esta curiosamente não é uma delas.
E porque? Porque o Sr. está a confundir erros ortográficos com gralhas de escrita (pela qual peço desculpa), que a meu ver são duas coisas bem diferentes.
Além disso, foi apenas um reparo, não quero que fique melindrado com o que escrevi. Ao fim e ao cabo não me vejo a ter uma grande discussão com alguém auto-intitulado O Moralista.

11:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home